Blog

/

Como montar sua hortinha de temperos dentro de casa

Quem nunca teve vontade de ter uma hortinha em casa? Além de serem práticas na hora de usar um temperinho fresco e natural no almoço de domingo, são ótimas quando utilizadas como decoração e ainda deixam qualquer ambiente perfumado.

De cultivo e manutenção extremamente fáceis, essas hortinhas de tempero podem ser feitas em qualquer cantinho da casa, qualquer mesmo! Existem muitas opções que não ocupam espaço como as hortas verticais, que são colocadas no comprimento da parede.

Ainda dá para customizar e utilizar xícaras, latinhas, canteiros de madeira, garrafas pet e o que mais a sua imaginação mandar.

Separamos hoje as perguntas mais comuns de quem deseja montar uma horta em casa, mas ainda acha que pode ser trabalhoso, caro ou que não tem jeito para a coisa. E já adianto, é ainda mais fácil do que parece.

 Que tal aprender como fazer para colocar em prática ainda nesse fim de semana?

Como montar a minha horta?

Como vimos acima, qualquer espacinho pode se tornar uma hortinha caseira. Seja na varanda, na cozinha ou mesmo na sala. Em locais menores as mais indicadas são as verticais e as suspensas, que ficam penduradas na parede e não tomam mais espaço que um quadro decorativo. Hortas montadas em vidrinho e xícaras também ficam lindas em mesas e bancadas. Em espaços um pouquinho maiores podem ser utilizados caixotes de madeira, vasos maiores e blocos de concreto.  Elas podem ainda ser feitas em pequenos potinhos colocados um ao lado do outro em uma bandeja, virando uma horta portátil!

Quais são as melhores ervas para plantar?

As hortas de tempero e as aromáticas são as mais indicadas para serem plantadas em casa. Você pode escolher as que você mais gosta e usa. Entre as mais cultivadas estão o manjericão, a hortelã, a cebolinha, a sálvia, a pimenta, o alecrim e a salsa.

Quais vasos posso usar?

Qualquer recipiente que você gostar pode virar um vaso lindo para a sua horta! De xícaras a blocos de concreto, passando por garrafas pets e potes de vidro. Vasinhos de cerâmica absorvem melhor a água, preservando a terra sempre úmida.

Se for utilizar recipientes que não são próprios para isso, como canecas e latas, não se esqueça de fazer furinhos no fundo, para permitir a drenagem da água. Em cima desses furinhos coloque um pedaço de manta de bidim para evitar que a terra escorra por eles.

Dá pra cultivar em qualquer ambiente?

Por questão de espaço sim. Mas como qualquer planta, a sua hortinha também precisa de sol e ventilação. É importante que as mudas fiquem expostas ao sol de 2 a 4 horas por dia. O local precisa ser ventilado, mas é imprescindível protege-las do vento forte. Varandas, locais próximos a janelas que batam sol em pelo menos por um horário do dia são ideais.  

Se o clima no lugar onde você mora for instável, ou o local onde o sol bate na sua casa for variável, uma boa dica é apostar nas hortas portáteis, que podem ser mudadas de local com facilidade.

E a água?

Os temperos devem ser regados todos os dias, de preferência em horários em que o tempo é mais ameno, como a manhã ou o final da tarde. A quantidade de água vai depender do tamanho do vaso e da quantidade e terra. O ideal é que ela esteja sempre úmida, nunca encharcada nem seca. Para perceber como está a unidade do solo, basta inserir o dedo nele.

Precisa adubar?

A adubação é feita para corrigir a deficiência natural do solo onde qualquer tipo de planta esteja. Nesse caso ela também é muito bem-vinda. Ela pode ser feita a cada 30 dias. Para os temperos que serão consumidos, é interessante utilizar adubos orgânicos. O húmus de minhoca é um dos mais utilizados.

Passo a passo para plantar:

Confira o passo a passo para plantar suas mudinhas de tempero

  • Defina qual vai ser o seu vaso. Se o seu recipiente não tiver furos no fundo será preciso fazer alguns para possibilitar a drenagem de água.
  • Coloque uma manta de bidim em cima do furo. Ela é importante para não deixar que a terra escorregue para fora do vaso junto com a água.
  • Coloque uma camada de material de drenagem, podem ser algumas bolinhas de argila expandida, pedriscos ou brita.
  • É hora de colocar a terra adubada.
  • Coloque sua mudinha e cubra os espaços com mais terra.
  • Escolha um local com iluminação solar para colocar sua hortinha de temperos.

Conheça algumas das ervas mais comuns:

Manjericão

Utilizado principalmente em massas e carnes, o manjericão precisa de lugares mais quentes para ser cultivado. Precisa de bastante exposição ao sol e rega todos os dias.

Alecrim

Utilizado como tempero para diversas carnes, o alecrim é ótimo para quem não tem muito tempo para dedicar a plantação, já que pode ficar até três dias sem rega. Logo após ao plantio é indicada a rega todos os dias, mas com o passar do tempo deve-se espaça-la. Se adapta a diferentes temperaturas, desde que não muito extremas.

Salsa

Tempero muito usado em sopas, saladas e omeletes, gosta de climas mais amenos e não gosta de exposição ao sol muito quente. Uma dica é deixa-lo a meia sombra, onde ele possa absorver a luminosidade sem ficar exposto aos raios do sol. O solo deve estar sempre úmido.

Tomilho

Usado em molhos e carnes, o tomilho é um dos temperos mais adaptáveis às diferentes temperaturas. Deve ser regado de dois em dois dias, porque não gosta de muita umidade. Precisa de bastante luminosidade devendo ser exposta várias horas por dia ao sol.

Orégano

Conhecido por ser parte indispensável de pizzas, gosta de temperaturas mais altas, mas pode ser bem adaptável. Deve ter o solo sempre úmido e precisa de, pelo menos, 4h de exposição ao sol.

Hortelã

Muito utilizada na culinária árabe, possui as raízes profundas e deve sempre ser plantado em vasos separados. Prefere temperaturas amenas e precisa ser protegido do vento. Precisa da terra sempre bem húmida.

Com todas essas dicas você não tem mais desculpa para adiar o sonho de ter uma hortinha de temperos em casa. Mãos à obra?