• Home
  • blog / 3º SP Conecta reúne centenas de agentes de apoio à inovação

3º SP Conecta reúne centenas de agentes de apoio à inovação

http://gerencieme.sejamaior.com.br/Content/imgNoticias/Biosolvit-Novo/7f095c_soconecta.jpg

3º SP Conecta reúne centenas de agentes de apoio à inovação

Boas ideias, inovação, oportunidades de negócios e ótimos contatos. Esse foi o clima do 3ª SP Conecta, evento realizado na sede da Investe São Paulo no último sábado (1º/09) e que reuniu centenas de participantes do ecossistema de startups.

Durante todo o dia, importantes agentes de apoio à inovação puderam trocar experiências e prospectar novos negócios. Foram cerca de 50 expositores, entre organizações do ecossistema, organizações internacionais, setor público e startups da indústria 4.0 – tema central desta edição.

Franklin Ribeiro, gerente de Investimentos da Investe São Paulo e idealizador do SP Conecta, comemora a realização do evento. “Na edição deste ano tivemos várias atrações simultâneas, com mentoria, workshop com o tema da indústria 4.0, painéis e a própria Copa do Mundo, fora a área de relacionamento com os expositores. Estamos muito felizes em oferecer a oportunidade para o ecossistema se conectar e trocar experiências”.

Painéis, workshops e grupos de trabalho reuniram desde os iniciantes no segmento até os mais experientes profissionais. Uma das novidades deste ano foi a possibilidade de as startups receberem monitoria gratuita de empresários de diversas áreas de atuação.

O visitante Luis Zantut, interessado em abrir sua própria startup, aprovou a iniciativa: “o evento em si já me trouxe muita informação, mas a mentoria foi essencial. Recebi ótimas dicas e pude perceber o que venho fazendo de errado. Tenho um longo caminho até lá, mas no próximo ano quero voltar com outra qualificação”.

Wagner Mancini, da rede Mentores do Brasil e responsável pela dinâmica, avaliou a experiência positivamente. “Além das mentorias que agendamos previamente, tivemos diversos interessados durante o evento. Foi muito produtivo e prazeroso ajudarmos as startups a entenderem mais sobre seu negócio e levarem suas ideias de forma mais estruturada aos seus clientes”.

Lançamento

O evento também viu nascer a iniciativa de um grupo de ex-alunos da Escola Politécnica da USP, hoje investidores-anjo, que querem fazer com que outros ex-alunos possam contribuir com investimentos, conhecimento e networking para o crescimento das startups. “Foi uma escolha muito feliz lançarmos a Poli Angels no SP Conecta, um ecossistema perfeito. Foi realmente surpreendente a quantidade de consultas que tivemos hoje”, diz Marco Szili, um dos fundadores

De olho no exterior

Uma das organizações internacionais presentes no evento, a Câmara de Comércio Brasil-Canadá buscou identificar startups com potencial para se internacionalizar. “Conversamos e nos reunimos com muitas empresas qualificadas, que podem conseguir investidores no mercado canadense ou programas do governo canadense que incentive o desenvolvimento de novas tecnologias. Algumas startups já têm atuação fora, outras precisam de apenas um empurrão para isso”, explica o representante da Câmara, Arminio Junior.

Copa do Mundo

A Startup World Cup também foi um dos grandes atrativos da programação. Organizado pela Fenox Venture Capital e pela InvesteSP, o evento teve sua regional brasileira durante o SP Conecta. A final acontece no Vale do Silício, onde o vencedor receberá um investimento de US$ 1 milhão.

No auditório do SP Conecta, dez startups trouxeram soluções inovadoras, nos mais diversos setores, em apresentações de 5 minutos cada – o chamado “pitch” – seguidas de perguntas dos jurados.

Entre os competidores, quem conquistou o primeiro lugar ficou a Biosolvit - empresa do ramo de biotecnologia que propôs soluções para o vazamento de óleo e outros problemas ambientais. Localizada em Barra Mansa, no Rio de Janeiro, a Biosolvit já possui clientes de renome como Petrobras, Vale e CSN.

Segundo Guilhermo Queiroz, CEO e fundador da empresa, a repercussão não poderia ter sido melhor: “o efeito foi imediato. Logo depois da premiação já estávamos sendo procurados e isso nos deixou muito surpresos e felizes. As perguntas feitas pelos jurados foram muito válidas para adequarmos nosso projeto e vamos fazer de tudo para representar o Brasil da melhor forma possível”.

Para Coco He, coordenadora global da Startup World Cup, o Brasil tem muito a oferecer como grande emergente no mercado de startups. “A cada ano percebo que o número de startups brasileiras só aumenta e queremos estreitar os laços. A ideia da Fenox é conectá-las aos investidores da comunidade de startups do Vale do Silício – esse é nosso principal intuito”, conclui. A final da Startup World Cup acontece em maio de 2019 na Califórnia – USA.

Fonte: Investe São Paulo